Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Depois de termos assistido à primeira mão do jogo entre City e Barça em Manchester e de ver como o jogo correu, não podemos deixar de seguir a segunda mão.

 

Ao contrário do que foi repetido dias depois da vitória do Barça na primeira mão, não consideramos a eliminatória resolvida. A forma como a equipa de Pellegrini fez frente à equipa de Tata Martino dava a entender que mesmo que a eliminatória fosse decidida em Camp Nou, o City ainda tinha uma palavra a dizer.

 

A abordagem da equipa inglesa, na primeira parte, foi diferente da forma como começou em casa. O Barça dominou claramente grande parte dos primeiros 45 min e o City deixou jogar, conseguindo várias vezes dar o ar de sua graça em contra-ataque. Neymar andou endiabrado e eclipsou Messi, que uma vez mais esteve muito apagado. O City, ainda assim, para quem tinha de virar a eliminatória, fez muito pouco nesta primeira parte. Aguero pareceu sempre demasiado sozinho, Yaya Touré caiu na teia criada pelo meio campo do Barcelona não conseguindo ser influente e decisivo e Silva e Nasri – os dois criativos – pouco ou nada criaram para fazer a diferença. 

 

A segunda parte foi completamente diferente! As equipas entraram com a baliza na mira e as oportunidades flagrantes de golo foram muitas, tornando os primeiros 15 min muito intensos. O City ainda conseguiu ser mais perigoso, usando Milner e a ala direito do ataque para o conseguir, e ainda aproveitando o virtuosismo de Fernandinho e Yaya Toure, bem mais soltos no segundo tempo. Mas tal como aconteceu na primeira mão, e uma vez mais contra a corrente do jogo, Messi aparece, depois de mais um erro individual de Lescott, e com uma classe tremenda faz o golo e deixa cair por terra as ambições do Manchester City. O jogo daqui para a frente perdeu toda a emoção, Zabaleta foi expulso e o Barça dominou totalmente o encontro. Já a finalizar, dois golos para cada lado, que nada vieram mudar o rumo do jogo.

 

O Barcelona mostrou, uma vez mais, que na fase a eliminar da Champions a experiência conta muito e o City, mesmo sendo uma equipa de grande qualidade e estando em claro crescimento, necessitará de ganhar estaleca para poder ombrear com os principais tubarões da liga milionária.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



O NOSSO PORTO

16601876_QEy0O

Os Betolas

foto do autor


Estamos a Seguir

Seguimos


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D